terça-feira, junho 30, 2009



Samba triste se faz assim...



E é por meio destas simplórias linhas que venho declarar todo meu amor, descompasso, doentia, fanatismo por ela que me acompanha desde minha mais tenra idade: Maysa (e ponto).
Maysa e só Maysa (como gostava de ser chamada) é dona de uma voz quente e marcante, comparada somente ao vinho que só como ele, consegue nos seduzir e envolver a cada gole que se consome, nos tornando menos sóbrio e mais "nós". Em sua música Maysa consegue pintar o mundo boêmio sem clichês, sem deixar escapar seu garbo, charme e elegância. Sua melodia entra por nossos ouvidos e nos devassa, nos revira por todos os ângulos, com um par de olhos verdes e um cabelo propositalemente em desalinho e uma boca, uma voz que desconcerta e deixa bambo qualquer marmanjo.




E pra pontuar tudo isso, a imortal canção de Jacques Brell eternizada em sua voz: Ne me quitte pas

video

domingo, junho 21, 2009


Na última quarta feira (17), o Supremo Tribunal Federal derrubou a obrigatoriedade ao diploma de Jornalista. O que pensar?
Acredito que o Jornalismo perderá o seu lado humano e papel construtor, o que temos é um incentivo a produção de notícias de forma mecânica. O verdadeiro jornalismo está pautado sobre a ética, comprometimento com a verdade e principalmente o vigor, a paixão pela atividade. Não que eu acredite que valores como estes se aprendam, pois estão atrelados ao caráter, a disposição e boa vontade, porém, esta situação contribui pra um afunilamento no mercado, proporcionando uma disputa ridícula entre alguém que sabe produzir de fato uma notícia e alguém que apenas reproduz . O jornalismo definitivamente não exige só técnica, o jornalismo é ciência sim! O que dizer dos aspectos sociais, literários e antropológicos? É realmente um retrocesso.

sexta-feira, junho 12, 2009





Vontade de Tudo



Vontade de mim,



vontade de ir e de ficar



vontade de gritar e silenciar



e é vontade, só vontade.



A água e a minha sede



a cama e o meu sonho



a paz meu pesadelo



meu canto derradeiro



tristeza e euforia


alforria? eu voaria.